Assine a newsletter do blog, prometo só te mandar coisas incríveis!

Tudo sobre o coletor menstrual

Já estava programando esse post pra falar tudo sobre o coletor menstrual e finalmente consegui um tempinho para escrevê-lo. Quem me conhece bem – e me segue na maioria das minhas redes sociais – sabe que eu sou apaixonada e apoiadora oficial do coletor menstrual. Acontece que, toda vez que eu entro nesse assunto com alguém, sempre surgem muitas dúvidas quanto ao uso dele. E isso não é ruim, no meu ponto de vista. Eu acho que quanto mais a gente propaga o assunto, mais manas conhecerão as maravilhas do copinho.

Comecei a usar o coletor há uns oito ou nove ciclos atrás (ou seja, meses meses!). Conheci através de uma amiga que me apresentou num workshop de empoderamento feminino. Na época, eu estava tomando pílula e não estava menstruando. O medicamento já não estavam me fazendo bem – ganhei peso, tinha muitas oscilações de humor e minha libido tinha diminuído uns 60% – e eu já estava me preparando psicologicamente para largar. Na época, pesquisei marcas confiáveis de coletor: O Inciclo, o Fleurity, Lumma, Korui, Me Luna e Holy Cup (não confie em genéricos!). Achei o preço bem salgado, mas imaginei que o valor ia acabar compensando no final. Afinal, o que eram aqueles R$80 perto da economia que eu iria fazer nos próximos 10 anos (tempo de vida do coletor)?

Comprei o modelo M do Holy Cup após devorar tudo o que eu podia sobre coletores menstruais e esperei ansiosamente pelo meu próximo ciclo. Essa é a parte importante: Procurar o coletor perfeito para as suas necessidades. E tem muitas coisas envolvidas que você precisa saber antes de comprar. Vou listar algumas pra ficar mais fácil:

tudo sobre o coletor menstrual

– Os coletores são feitos de silicone medicinal ou TPE, usado na produção de materiais cirúrgicos. Ou seja, ele não vai te causar danos ou alergia. E são super confortáveis!

– É preciso saber primeiro se você tem mais de 30 anos ou se já engravidou ou não. Como já foi dito, os coletores variam de tamanho, largura e de densidade. Tem coletores específicos para quem já passou por essa experiência.

– Tenha em mente a intensidade do seu fluxo. Quanto mais sanguinho você deixa ir embora na sua menstruação, maior vai ter que ser o seu coletor. Mas tudo bem se o seu coletor for pequeno. A diferença é que você vai precisar ficar atenta à hora de secar seu coletor para que ~acidentes~ não aconteçam.

– Você pratica esporte? Faz pompoarismo? Sua ppk é ~muscularmente~ forte? Então o seu coletor precisará ter um material mais duro. Isso vai permitir que o seu coletor permaneça aberto e evite vazamentos.

– Será necessário você saber qual a altura do seu colo do útero. Como fazer isso? Primeiro, você precisa se despir de qualquer sensação de nojinho ou vergonha. Afinal, é o seu próprio corpo. Está na hora de conhecê-lo bem! Você vai usar seu dedo médio como parâmetro. Observe que ele é dividido por falanges, certo? A primeira falange (a que fica a unha), a falange do meio e a terceira falange (mais próxima à palma da mão). Você irá inserir o dedo do meio dentro do seu canal vaginal (lava a mão antes disso, né!).

É importante que seja no período em que você estiver menstruada porque é nesse momento que o colo do útero costuma descer. Insira o dedo e espere ele encostar no seu colo. Se você inserir só a primeira falange e ele tocar no colo, é porque ele é baixo. Se você inserir até a segunda falange e ela tocar o colo, ele é médio. Se você inserir o dedo todo para tocar o colo, ele é alto. Se você não conseguir encostar em nada, é porque ele é muito alto. Existe um coletor específico para cada tipo de altura de colo.

tudo sobre o coletor menstrual

Coletor menstrual sendo dobrado em C

“Comprei meu coletor, e agora? Como faço pra usar?”

Você vai precisar dobrar ele para que ele consiga entrar. Existem vários tipos de dobra. As mais famosas são a dobra C, a triângulo e a diamante. Há muitos tipos de dobra (conheça algumas aqui). A intenção é que ele se abra após inserido e crie um vácuo. Como faz pra saber se ele abriu e criou um vácuo? Você vai passar o dedo indicador ao redor pra sentir se ele não esta amassadinho ou dobrado ainda. Dá uma puxadinha de leve (você vai sentir se o vácuo estiver formado, acredite!). Gire o coletor dentro de você. Se ele machucar ou você encontrar resistência, é porque não está bem colocado.

Ah, lembre também que só é recomendável passar 12 horas com o coletor menstrual. Para tirar, é só inserir o dedo novamente, retirar o vácuo apertando um pouco uma das laterais do coletor e ir tirando com delicadeza.

“Se ele não abrir, o que eu faço?”

Tenha calma, mantenha-se relaxada e tente novamente. Se você ficar estressada, a musculatura da ppk vai ficar contraída, o que não vai ajudar em NADA! Teste novas dobras até encontrar uma que funcione para você e para o seu coletor. Uma dica para abrir o coletor depois de inserido é dar uma apertadinha de leve na base dele. Não esqueça de verificar novamente se ele abriu direitinho.

::::: ATENÇÃO, OS PRÓXIMOS TÓPICOS SERÃO IMPORTANTES. NÃO DEIXE DE LÊ-LOS.

– Tenha a consciência de que usar o coletor menstrual faz parte de um processo de auto conhecimento. Você precisará ser paciente consigo mesma. Não desista nos primeiros ciclos quando encontrar dificuldade. As vezes vai vazar, você vai ficar puta e querer voltar para o absorvente. É uma relação de amor e ódio antes de se tornar só de amor.

– Use um protetor diário nos primeiros ciclos. Como eu já disse, como você ainda estará em período de adaptação, é possível que não acerte de primeira como dobrar, criar o vácuo, evitar vazamentos.

– Você estará contribuindo com a preservação do planeta, acredita? Imagine que um coletor dura dez anos e façamos as contas: Usamos, em média, quinze absorventes por ciclo. Em um ano, deixaremos de descartar 180 absorventes no planeta. Em dez anos, Serão 1.800 absorventes. É muita coisa, não é?

tudo-sobre-coletor-menstrual

“AMEI, ADOTEI E VOU USAR O COLETOR PRA SEMPRE!” 

Fico feliz! Aqui vai algumas considerações finais então. Todo mês, no final de cada ciclo, higienize o coletor em água quente. Dá pra fazer isso de duas maneiras. Tudo o que você vai precisar é de um pote de vidro esterilizado ou de uma panelinha esmaltada. A panela TEM que ser esmaltada porque as panelas normais soltam metais que você não vai querer deixar no seu coletor, certo?

:::: No microondas: Coloque seu coletor dentro do pote de vidro (não coloca metal no microondas. NÃO PODE!) e encha com água filtrada até cobrir o coletor. Programe o microondas para deixar seu coletor fervendo durante 4 minutos e depois retire. Cuidado para não se queimar!

:::: No fogão: Coloque água na sua panelinha esmaltada e espere ela começar a soltar bolhinhas. Quando ela começar a ferver, ponha o coletor dentro e deixe ele lá por 5 minutos. NÃO DEIXE PASSAR DISSO! Nem esqueça ele lá e vá fazer outras coisas. Programe no cronometro. Fique por perto. Caso você esqueça, o coletor irá derreter. Acredite, você não vai querer isso!

+ + + leia também: Sustentabilidade – O Copo da Menos 1 Lixo 

Acredito que dei nesse post as informações mais importantes que você vai precisar para aderir ao coletor menstrual. Caso você queira fazer um teste virtual para saber qual marca/modelo é melhor pra você, o link é esse aqui. Caso esteja procurando por informações mais técnicas, você pode encontrar aqui. Há também grupos no Facebook com várias manas que também usam coletor, caso queira trocar uma ideia bacana.

E você, já usa coletor menstrual? Conta um pouco mais sobre a sua experiência nos comentários!

Compartilhe
Bruna Aureliano
É feminista e escreve porque resolveu rejeitar o silêncio. Com 23 invernos, gosta de intensidade em tudo que faz. Uma contradição ambulante, tadinha. Ama o vintage, mas se apaixonou pelo moderno. É do rock, mas dança Rihanna. Acredita em astrologia, energias positivas e encontra na música resposta para tudo que não entende.
Anterior
Deixe seu comentário
Newsletter
Receba as coisas mais legais do Boneca de Platina por e-mail!
Fechar